Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]







O amor não é para cobardes

Quarta-feira, 01.03.17

tumblr_l5l0r5gCpL1qca6ubo1_500.jpg

Não basta parecer forte, é preciso sê-lo. E no amor é preciso ser forte para agarrar uma grande paixão. Muitas almas reclamam por um grande amor, mas ficam com ‘mãos de aranha’ quando ele aparece.

 

Implorar por amor é fácil, é um pensamento, um ato sútil, apenas um estado de alma. Mas será que temos a alma junto com o corpo para agarrar essa grande paixão quando ela nos der de caras?

 

Aparentemente sim, é o que todos dizemos e pensamos. Mas a verdade mostra-nos uma grande cobardia por parte dos imploradores de amor, que se refugiam numa mórbida confusão mental, sem saber o que fazer com aquele amor que nos acabou de bater à porta.

 

"O amor não é para cobardes. Não podes implorar por um grande amor se não vais ter mãos (e alma suficiente) para o agarrar."

 

Quantas declarações de amor já foram trocadas por pessoas que, do nada, anulavam todas essas trocas de afeto, chamando ao de cima todos os seus medos e inconstâncias, arranjando mil e uma justificações para não agarrar esse amor, quantas?  

 

Isso é um ato de cobardia, os chamados cobardes do amor. São pessoas que imploram por ele (o amor), e até precisam dele mais do que aquilo que imaginam, mas são confusas, inseguras, e, de certa forma, cobardes.

 

Uma grande paixão, um grande amor, não bate muitas vezes na mesma porta. Só os corajosos sabem agarrar as grandes paixões. Só os corajosos sabem agarrar um grande amor, sem medo de fracassar, sem medo dos dedos que lhe possam ser apontados.

 

Só os mais audazes têm a capacidade para viver um grande romance, uma paixão ardente. Amar é isso; é ser corajoso, é não ter medo do que os outros vão pensar, é não ter vergonha de mimarmos aquela pessoa, independentemente do local onde estamos.

 

Por isso é que o amor não é para cobardes, para pessoas que prometem e depois fogem, com medo de não saber dar/receber. O amor deve ser de entrega, uma entrega apaixonante, onde não vês nada, apenas a pessoa amada. O amor é coragem, é correr para os braços da pessoa sem pensar em nada mais.

 

Quando o amor te bater à porta não te acobardes, agarra-o, pois nunca saberemos se voltará a existir algo tão forte a bater no nosso coração.

 

 

Ver também: Não tenhas medo de te apaixonar

 

 
 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




subscrever feeds