Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]







Não te vingues em mim. Eu não sou o/a teu Ex

Segunda-feira, 13.02.17

nao_sou_o_teu_ex.jpg

Quantas vezes se cruzaram nas nossas vidas pessoas magoadas de relacionamentos passados? E quantas dessas pessoas acabaram por fazer exatamente o mesmo mal que lhes fizeram?

 

a mágoa leva-nos a ter atitudes de vingança, querer fazer ao próximo o que nos fizeram a nós, ainda que às vezes o façamos de forma inocente.


Aquela história de que “eles e elas são todos iguais” não faz sentido absolutamente nenhum! Ninguém é igual a ninguém e não podemos, nem devemos, fechar o coração totalmente ou usar outra pessoa como forma de vingança.


Vieste de um fracasso amoroso, de alguém que não te deu o devido valor, a atenção que precisavas e merecias. Conheces, entras na vida dele/a, dás um passo à frente e outro atrás, recebes declarações de amor e acabas por dar também.


A seguir, e agarrando-te ao teu passado sombrio, acabas por dar dois passos atrás, atiras pela janela fora todas as promessas que fizeste e recebeste deste novo (e possível) amor.


E se essa pessoa era a pessoa certa. Aquela pessoa apaixonada que ia contigo até ao fim do mundo? Se essa pessoa era aquele ser fiel que, também vindo de um fracasso amoroso, se agarrou a ti com a esperança de que ainda valia a pena acreditar no amor?


Não hajas por impulso e irracionalidade. Ao fazê-lo, estás a fazer o que não gostarias que te fizessem a ti, a fazer com que as pessoas que ainda acreditam no amor acabem por desistir.


Não o faças, porque nem toda a gente que entrar na tua vida fará como o teu ex. Se não queres abrir o coração por uns tempos, não dês falsas esperanças, segue a tua vida e o teu momento de reflexão.

 

Alguém te vai amar como tu mereces. Basta manter o coração aberto e agir de acordo com aquilo que desejamos para nós.

 

 

 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




subscrever feeds